Home / TÁXI NEWS / Doria assina acordo com Crivella para implantar aplicativo exclusivo para taxistas
Doria
Os prefeitos do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, e São Paulo, João Doria (Foto: TV Globo/Reprodução)

Doria assina acordo com Crivella para implantar aplicativo exclusivo para taxistas

="adsbygoogle" style="display:block" data-ad-client="ca-pub-2309922433896559" data-ad-slot="9960967624" data-ad-format="auto">

Previsão é que App passe funcionar na capital paulista em janeiro de 2018. Motoristas não vão pagar taxa para usá-lo, segundo a Prefeitura.Os prefeitos do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, e São Paulo, João Doria (Foto: TV Globo/Reprodução)

Os prefeitos do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, e São Paulo, João Doria (Foto: TV Globo/Reprodução)Os prefeitos de São Paulo, João Doria (PSDB), e do Rio, Marcelo Crivella (PRB), assinaram nesta quarta-feira (11) um acordo para a implantação e o desenvolvimento de um aplicativo exclusivo para taxistas. O atrativo, segundo a Prefeitura, é que não haverá cobrança de taxa de serviço.

A previsão é que o app esteja em funcionamento na capital paulista em janeiro de 2018. Em 90 dias deve passar a funcionar de forma experimental. Essa é uma tentativa de o poder público diminuir a pressão sofrida pela categoria dos taxistas após a liberação de aplicativos de carona para motoristas comuns, como Uber e Cabify.

Diferentemente dos aplicativos existentes no mercado, os quais cobram do taxista taxa de até 18% do valor da corrida, o SP Táxi não vai cobrar nenhum percentual sobre as corridas e o motorista ficará com 100% do valor.

“É uma tentativa de mudar o modelo de negócio do taxista de uma maneira mais barata e onde ele pode competir em um mercado onde hoje a tecnologia é essencial, mas nós não estamos nos contrapondo a ninguém. Cada um tem um espaço no mercado, nós já regulamos o Uber”, afirmou o secretário municipal dos Transportes, Sérgio Avelleda.

De acordo com ele, essa não é uma resposta à pressão da categoria. “De forma nenhuma, a categoria tem conversado com a gente de uma maneira muito amistosa e estamos criando uma alternativa para melhorar o táxi.”

Táxi durante trânsito na Avenida Morumbi, em São Paulo (Foto: Marcelo Brandt/G1)Táxi durante trânsito na Avenida Morumbi, em São Paulo (Foto: Marcelo Brandt/G1)

Táxi durante trânsito na Avenida Morumbi, em São Paulo (Foto: Marcelo Brandt/G1)

="adsbygoogle" style="display:block" data-ad-client="ca-pub-2309922433896559" data-ad-slot="9960967624" data-ad-format="auto">

Apesar de os benefícios anunciados, o aplicativo ainda funciona de forma experimental no Rio, onde foi desenvolvido. O aplicativo também permitirá que o taxista trabalhe com faixas de desconto de até 40%, dependendo da demanda de veículos disponíveis na praça e de passageiros.

“Não tem a menor opção de qualquer taxista sair perdendo, só sai ganhando nesse projeto tanto no Rio de Janeiro quanto em São Paulo, não tem perda, tem ganho”, afirmou Doria.

Além do passageiro comum, o aplicativo poderá ser baixado por empresas em caso de contratos corporativos.

A Prefeitura afirma que, assim como os demais programas existentes no mercado de carona, o aplicativo municipal permitirá que o usuário saiba o custo estimado da corrida, veja o cadastro e a foto do motorista, além de escolher a corrida mais atrativa financeiramente, ou seja, com maior desconto.

Aplicativo no Rio

Segundo Crivella, o app pretende preservar a atividade dos taxistas após a concorrência dos aplicativos de carona e reduzir as taxas e custos dos motoristas que possuem alvará municipal. “Com o nosso aplicativo nós podemos garantir aos passageiros que se trata de um serviço regulamentado pela Prefeitura, que nós garantimos a segurança”, afirmou o prefeito do Rio. “Ele vai poder disputar de igual para igual com os demais aplicativos porque, se ele estiver em uma área da cidade, ele pode dar desconto e disputar no mercado aquela viagem”, declarou.

A versão carioca do aplicativo permite uma consulta à situação criminal do taxista para descobrir se ele possui antecedentes. “Todo esse aplicativo será customizado para a realidade de São Paulo. Isso dependerá de negociação com o Tribunal de Justiça de São Paulo ter um link direto com os dados cadastrais daquela pessoa para saber se ela tem condenação criminal ou não”, afirmou o secretário municipal de Transportes Sérgio Avelleda.

O aplicativo foi desenvolvido pela Prefeitura do Rio de Janeiro e tem custo de manutenção de R$ 2 milhões anuais. O acordo de colaboração permite que a tecnologia seja transmitida sem ônus à Prefeitura de São Paulo.

O novo aplicativo não substituirá, por enquanto, o contrato para deslocamento de funcionários com a 99, já que a empresa venceu uma licitação. No entanto, deve assumir a função após o término do contrato com a empresa.

A cidade de São Paulo possui 37.584 alvarás ativos e 76.975 Condutax (permissão para dirigir táxi). São realizadas cerca de 158 mil viagens por dia.

Fiscalização

A Prefeitura afirma também que o aplicativo permite que os motoristas atuem como agentes de zeladoria da cidade. Eles poderão informar ocorrências como semáforos inoperantes, queda de árvore e outros problemas da cidade em tempo real para a administração municipal através de georreferenciamento.

O passageiro poderá avaliar o motorista e vice-versa por meio de notas. Os 200 motoristas mais bem avaliados receberão curso gratuito de inglês.

Sobre Carlos Laia

A Voz Do Taxista é um portal de notícias criado por Carlos Laia para levar informações a classe dos taxistas, acompanhando os acontecimentos, dando opinião e ouvindo os principais personagens do incrível mundo do táxi.

DEIXE SUA OPINIÃO!