Home / Notícias / Hyundai HB20 é chamado para recall por risco de incêndio.
Hyundai HB20 é chamado para recall (Foto: Divulgação)

Hyundai HB20 é chamado para recall por risco de incêndio.

Problema é resolvido com vedação adicional no console central. Bebidas devem ser transportadas sempre fechadas, alerta a fabricante.

Fonte: AUTO ESPORTE – GLOBO

Hyundai HB20 é chamado para recall (Foto: Divulgação)

A Hyundai Motor Brasil anunciou nesta quinta-feira (29) um recall envolvendo quase 140 mil veículos da família HB20 para acrescentar uma vedação no porta-copos do console central, para evitar que líquidos entrem em contato com a fiação do indicador de marchas e causem um curto-circuito.

Chassis (8 últimos dígitos)
HB20 1.6 – DP010003 a FP533864
Ano/Modelo: 2013 a 2015

Os veículos afetados são modelo 2013 a 2015, nas versões hatch, sedã e aventureira, equipados com motor 1.6 e transmissão automática de 4 marchas.

De acordo com o comunicado, há possibilidade de infiltração de líquido no interior do console central, atingindo o circuito elétrico de iluminação do indicador de marchas.

O contato do líquido com a fiação pode causar curto-circuito no momento em que as luzes do farol são acesas e o indicador de marcha é iluminado. O problema pode gerar superaquecimento e até incêndio.

A Hyundai recomenda que as bebidas sejam sempre transportadas em recipientes fechados, como consta no manual do veículo.

Se perceber que houve derramamento de líquido no console central, a fabricante recomenda secar o local imediatamente e levar o veículo para avaliação em um concessionário.

Todos os proprietários dos carros afetados pelo recall devem agendar a aplicação de uma vedação adicional e a substituição das peças, se já houver sinais de curto-circuito. O serviço gratuito deve levar cerca de 1 hora.

Importância do recall
Não existe recall por defeito que não seja sério. Segundo o Código de Defesa do Consumidor, o chamado deve ser feito quando houver um defeito de fabricação que coloque em risco a vida do usuário.

Uma vez anunciado o recall, não existe limite de data para fazê-lo. O que pode ocorrer é a montadora determinar uma data de início do atendimento, e não uma para o fim.

Qualquer problema como demora no agendamento, lentidão no reparo e mau atendimento deve ser denunciado no Procon local. Os consertos devem ser totalmente gratuitos.

Segundo levantamento do Procon-SP, apenas 12,82% dos chamados de recall foram atendidos no 1º semestre.

Entre janeiro e junho, 911.028 veículos foram convocados para recalls no Brasil, mas apenas 116.830 compareceram às oficinas. De acordo com o Procon-SP, o número é “preocupante”.

 

Sobre Carlos Laia

Comandada por Carlos Laia , A Voz Do Taxista tem por objetivo levar a categoria dos taxistas informação, levantar o debate dos assuntos importantes para o desenvolvimento profissional de toda categoria.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *