Home / UBER-Transporte Clandestino / Vídeo mostra que motorista morto em tiroteio no DF é Uber

Vídeo mostra que motorista morto em tiroteio no DF é Uber

Fonte: Blasting News

A Noticia fala que o homem morto na 309 norte em Brasília e um taxista, porém tudo indica que na na verdade trata-se de um motorista Uber.

Um intenso tiroteio terminou com a morte de um taxista (motorista Uber) na manhã desta quinta-feira (20), em Brasília. De acordo com o portal de notícias online do Jornal de Brasília, Luiz Eduardo dos Santos, de 34 anos, foi morto a tiros na Asa Norte, em um posto de combustíveis.

 Violência

O vídeo com as imagens do assassinato flagrado por uma câmera de segurança, está sendo compartilhado nas redes sociais, nele é possível ver o momento em que acontece uma troca de tiros na 309 Norte.

De acordo com testemunhas a vítima estava no posto de combustíveis acompanhado por algumas pessoas, quando de repente parou no local um carro de onde desembarcaram três homens e uma mulher de 28 anos que segundo a polícia já teria sido identificada. Um dos homens já desceu atirando do carro na direção onde estava o taxista.

As pessoas se assustaram e tentaram se esconder, em meio aos tiros um carro saiu em disparada do local. Luiz foi atngido por um disparo que perfurou o vidro do carro, ele ainda tentou se esconder atrás do veículo, contudo o atirador continuou alvejando o homem, depois de levar aproximadamente cinco tiros a vítima cambaleou e caiu morto no meio da rua.

Segundo a polícia no local foram encontrados R$2 mil reais e uma porção de cocaína. Ainda de acordo com as investigações da polícia Luiz Eduardo já tinha passagens pela polícia por porte de drogas, desacato, resistência a prisão, ameaça, injúria, lesão corporal (Maria da Penha) e também por dano.

Testemunhas disseram que a vítima tinha discutido momentos antes com o ocupantes do carro que desceram atirando no local onde Eduardo estava.

Um funcionário do posto, Moisés Lima, de 27 anos, estava no local no momento do tiroteio disse que ficou bastante assustado e que correu para se proteger atrás de uma banca de resvistas. Segundo ele no local onde o taxista estava parado é comum as pessoas se reunirem para conversar e beber e que sempre acontece alguma confusão por lá.

Alcino Almeida, prefeito da 309 Norte, relatou que os moradores da região reclamam constantemente da falta de policiamento no local. Segundo Alcino, no local do tiroteio váriaas pessoas se reunem constatemente para beber e que há várias reclamações por causa do grande barulho, principalmente nas madrugadas e que vai pedir reforço ao policiamento na região. A polícia continua com as investigações criminais.

Veja aqui o vídeo com o momento do ataque:

https://youtu.be/gkkDJL_78Ac

Sobre Carlos Laia

Comandada por Carlos Laia , A Voz Do Taxista tem por objetivo levar a categoria dos taxistas informação, levantar o debate dos assuntos importantes para o desenvolvimento profissional de toda categoria.

2 Comentários

  1. Não era motorista uber os parcheiros da ubera não podem ter antecedentes criminais

    • Sem nenhum controle e fiscalização, quem pode garantir que não é?
      O noticiário só tem aumentado dando conta de crimes e abusos desses motoristas amadores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *