Depois de quebrar taxistas, Uber avança sobre os ônibus.

Empresas de ônibus acusam Uber de 'concorrência desleal' no Brasil. Conforme reportagem do UOL, associação NTU critica as modalidades compartilhadas do app, como Pool e Juntos. Empresa nega oferecer 'transporte coletivo'.

Para além de táxis, o Uber agora também passou a ser alvo de reclamações de empresas de ônibus no Brasil. Isso porque a Associação Nacional das Empresas de Transportes Urbanos (NTU) alega que o aplicativo de transporte representa uma “concorrência desleal”, segundo informações do UOL.

As críticas da Associação, que representa mais de 500 companhias do setor de ônibus urbanos no país, são voltadas principalmente contra as modalidades de compartilhamento do Uber, incluindo o Pool e o mais recente Juntos, que substituirá o primeiro com o tempo.

Em um comunicado sobre o assunto, a NTU aponta que foi registrada uma queda de 5% por redes de ônibus em cidades por causa de apps de transporte particular e fala em uma possível “ameaça de extinção e inviabilidade do serviço de transporte público por ônibus em todo o Brasil”, conforme a reportagem. Além disso, o órgão em questão aponta que esse tipo de transporte compartilhado oferecido por aplicativos como Uber é algo “ilegal”.

Posicionamento Uber

Procurado pela reportagem do IDG Now!, o Uber afirmou que o Juntos “não é uma modalidade de transporte coletivo, mas um sistema que combina viagens individuais com trajetos convergentes para compartilhar o mesmo veículo, aumentando a eficiência do modelo” e destacou que essas modalidades de viagens compartilhadas são “incentivadas e expressamente autorizadas nas regulações municipais dos aplicativos, como as da cidade de São Paulo e do Rio de Janeiro, por exemplo”.

Confira abaixo o comunicado do Uber sobre o assunto na íntegra.

O Uber Juntos é uma evolução da modalidade Uber Pool, que opera na cidade de São Paulo desde 2016, e representa mais uma opção de mobilidade compartilhada com uso da tecnologia. Dessa forma, o Uber Juntos não é uma modalidade de transporte coletivo, mas um sistema que combina viagens individuais com trajetos convergentes para compartilhar o mesmo veículo, aumentando a eficiência do modelo.

Criado para colocar mais pessoas em menos carros, o Uber Juntos contribui para reduzir o impacto dos congestionamentos, oferecendo preços mais acessíveis para os usuários ao mesmo tempo em que mantém os ganhos dos motoristas parceiros. A tecnologia da Uber conecta usuários que têm percursos individuais parecidos, driblando o trânsito ao pedir que os usuários caminhem alguns minutos para encontrar o motorista.

Ao tornar o uso do automóvel mais eficiente, a Uber acredita que o Uber Juntos complementa o transporte público, ampliando o acesso dos usuários à rede pública principalmente na região central –  exatamente onde existe maior necessidade de diminuir o fluxo de carros.

Além disso, as modalidades de viagem compartilhada são incentivadas e expressamente autorizadas nas regulações municipais dos aplicativos, como as da cidade de São Paulo e do Rio de Janeiro, por exemplo.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios