Home / A Voz do Taxista / Pneus barato para taxista

Pneus barato para taxista

="adsbygoogle" style="display:block" data-ad-client="ca-pub-2309922433896559" data-ad-slot="9960967624" data-ad-format="auto">

O taxista tem dois patrimônio pelo qual deve ter o maior respeito:

– O primeiro é o passageiro

– O segundo seu táxi.

O taxista sempre cuidou bem do seu táxi, e nesse momento de crise é muito importante não se descuidar da manutenção, mesmo isso pesando um pouco mais no bolso. Entre os itens mais visados na fiscalização do táxi estão os pneus, eles são realmente muito importante no quesito segurança.

 

 

 

 

Veja abaixo os cuidados para a duraqbilidade dois seus pneus:

Os pneus exercem influência direta em todo o comportamento dinâmico de um carro. Pensando nisso, e com o objetivo de preservar a durabilidade desse item tão importante, a Bridgestone criou um manual em forma de websérie com 10 dicas que ajudarão diretamente na performance e segurança do veículo.

“As boas condições dos pneus proporcionam o aproveitamento total dos sistemas de suspensão, transmissão, tração, direção e frenagem, trazendo assim maior segurança ao motorista e aos passageiros. Por esses motivos, criamos os dez mandamentos para o bom desempenho do pneu”, diz José Carlos Quadrelli, gerente geral de Engenharia de Vendas da Bridgestone.

Conheça os dez mandamentos para o bom desempenho do pneu:

1 – Calibrar os pneus semanalmente de acordo com a indicação do manual do fabricante do veículo.

2 – Fazer o rodízio dos pneus: Veículos com pneus radiais a cada oito mil quilômetros rodados e veículos com pneus diagonais a cada cinco mil quilômetros.

3 – Evitar sobrecarga no veículo: Excesso de peso compromete a estrutura do pneu e aumenta o risco de danos ou de alterações estruturais.

4 – Fazer a manutenção preventiva de todo o veículo: Amortecedores, molas, freios, rolamentos, eixos e rodas atuam diretamente sobre os pneus.

5 – Utilizar as medidas de pneus e rodas indicadas pelo fabricante do veículo. As partes do carro foram projetadas para interagirem de forma equilibrada. A utilização de pneus e rodas diferentes altera este equilíbrio.

6 – Alinhar a suspensão e balancear os pneus sempre que o veículo sofrer impactos fortes, na troca de pneus, quando os pneus apresentarem desgastes irregulares, ao serem substituídos componentes da suspensão, quando o veículo estiver “puxando” para um lado ou a cada dez mil quilômetros.

7 – Utilizar o pneu indicado para cada tipo de solo. Rodar na cidade com um pneu destinado ao uso em terra (fora de estrada) provocará perdas no consumo de combustível, na estabilidade e na durabilidade das peças do veículo.

8 – Observar periodicamente o indicador de desgaste da rodagem (TWI). Este indicador, existente em todo pneu, mostra o momento certo para se efetuar a troca, reduzindo o risco de rodar com o pneu careca. O limite de profundidade do sulco do pneu é de 1,6 milímetros.

9 – Não permitir o contato do pneu com derivados de petróleo ou solventes. Estes produtos atacam a borracha fazendo com que ela perca suas propriedades físico-químicas e mecânicas.

10 – Evitar a direção agressiva, com freadas fortes e mudanças bruscas de direção. Nunca ignore a existência de lombadas, buracos e imperfeições de piso.

Os vídeos podem ser vistos no canal da marca no YouTube.

 

Os 10 mandamentos para o bom desempenho do pneu

 

="adsbygoogle" style="display:block" data-ad-client="ca-pub-2309922433896559" data-ad-slot="9960967624" data-ad-format="auto">

Sobre Carlos Laia

A Voz Do Taxista é um portal de notícias criado por Carlos Laia para levar informações a classe dos taxistas, acompanhando os acontecimentos, dando opinião e ouvindo os principais personagens do incrível mundo do táxi.

DEIXE SUA OPINIÃO!