Home / NOTÍCIAS / Taxistas protestam contra a Uber em frente à rodoviária de Vitória

Taxistas protestam contra a Uber em frente à rodoviária de Vitória

Trânsito ficou bloqueado; taxistas fecharam as pistas com pneus. Manifestação aconteceu durante a madrugada e manhã desta segunda (20).

Uma manifestação de taxistas contra a Uber bloqueou os acessos à Rodoviária de Vitória, na capital do Espírito Santo, na manhã desta segunda-feira (20). O protesto terminou por volta das 9h.

 

A manifestação começou às 4h. Taxistas ficaram de mãos dadas para bloquear a pista em frente à rodoviária. Eles liberavam a pista de forma alternada durante todo o ato.

Os manifestantes colocaram também pneus para fechar o acesso de carros nas entradas e saídas da rodoviária.

Os taxistas pedem que a Uber seja mais fiscalizada na capital. “A prefeitura pede um monte de coisa para a gente trabalhar. A Uber não precisa de nada disso. Só os papeis que a gente precisa tirar dá muito trabalho”, afirmou um taxista.

Taxistas protestam contra a Uber em Vitória (Foto: Reprodução/ TV Gazeta)
Taxistas protestam contra a Uber em Vitória (Foto: Reprodução/ TV Gazeta)

Carlos Everaldo, que está à frente do do movimento, disse que os taxistas tentaram diálogo com a prefeitura. “A gente já fez uma manifestação em frente à prefeitura e espera até hoje uma resposta. A única forma que a gente tem de chamar a atenção é prejudicando o trânsito”, pontuou.

Segundo a Secretaria de Segurança Pública do estado (Sesp), a Polícia Militar, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) e Guardas Municipais acompanhou o protesto nos vários pontos da cidade, negociando a liberação do trânsito.

="adsbygoogle" style="display:block" data-ad-client="ca-pub-2309922433896559" data-ad-slot="9960967624" data-ad-format="auto">

Outro lado
Em nota, a Secretaria de Transportes, Trânsito e Infraestrutura Urbana de Vitória (Setran) informou que regulamentou por decreto as Operadoras de Tecnologia de Transporte (OTT) como o Uber em Vitória, por “considerar as novas tecnologias como ferramentas, da sociedade moderna, que podem melhorar a mobilidade urbana, uma vez que é ofertado aos cidadãos mais uma opção para se deslocar pela cidade sem utilizar seus veículos particulares”.

Além disso, afirmou que “a regulamentação também observou a segurança dos usuários do sistema, ao exigir da empresa que seus motoristas cumpriam alguns requisitos determinados pelo decreto, como comprovar aprovação em curso de formação específica, dirigir carros com até 5 anos ou, nos casos dos motoristas com veículos de mais de 5 anos, possuir um seguro no valor mínimo de R$ 100 mil por ocupante do automóvel, dentre outras regras”.

E completou que: “fiscaliza diretamente a empresa de OTT. Os taxistas também são regulados por decreto, mas como eles recebem uma concessão pública, eles são fiscalizados diretamente pela prefeitura. Essa fiscalização observa o uso de uniforme, as boas condições do veículo e o tratamento dado aos usuários por exemplo. A Setran acrescenta que vai manter o diálogo com a categoria e a fiscalização do serviço prestado pela Operadora de Tecnologia de Transportes, uma vez que o principal objetivo do município é melhorar o transporte para a população”.

A Uber foi procurada pelo G1, mas disse que não vai comentar o protesto.

Fonte: G1

="adsbygoogle" style="display:block" data-ad-client="ca-pub-2309922433896559" data-ad-slot="9960967624" data-ad-format="auto">

Sobre Carlos Laia

A Voz Do Taxista é um portal de notícias criado por Carlos Laia para levar informações a classe dos taxistas, acompanhando os acontecimentos, dando opinião e ouvindo os principais personagens do incrível mundo do táxi.

DEIXE SUA OPINIÃO!