Home / TÁXI NEWS / Taxistas protestam no Centro do Rio contra aplicativos de transporte de passageiros .

Taxistas protestam no Centro do Rio contra aplicativos de transporte de passageiros .

="adsbygoogle" style="display:block" data-ad-client="ca-pub-2309922433896559" data-ad-slot="9960967624" data-ad-format="auto">

Grupo pede regulamentação do Uber e se queixam da atuação do ’99’ e ‘Easy’

RIO – Um grupo de taxistas protesta, na manhã desta segunda-feira, contra a forma de atuação de aplicativos que fazem transporte de passageiros, como o “99” e “Easy”, além de pleitearem a regulamentação do Uber. Eles deixaram o Aterro em direção à sede da prefeitura e causam retenção no trânsito. Taxistas partiram de vários pontos da cidade e também da Baixada Fluminense.

Desde o fim da madrugada desta segunda-feira, 25 taxistas já se reuniam no Aterro do Flamengo, na Zona Sul do Rio, para a manifestação. De acordo com os taxistas que estavam no local, o ato foi organizado pela própria categoria. Por volta das 6h, eles já empunhavam cartazes com reivindicações da classe, além de segurarem bandeiras do Brasil. Os integrantes do ato usavam nariz de palhaço.

— Temos os aplicativos que cresceram em cima dos táxis, como o 99 e o Easy, desmembraram o nome táxi deles. Agora eles trabalham também com carros particulares, como o aplicativo Uber. Nossa reivindicação é o bloqueio dos aplicativos, que não são bons para a classe. Também queremos cobrar do prefeito Marcelo Crivella a intermediação entre nós e o procurador da República, para conseguirmos um bom resultado para a categoria — disse o taxista Bruno Edson Gomes, que integrava o grupo no Aterro — Nós também queremos a regulamentação do serviço da Uber.

="adsbygoogle" style="display:block" data-ad-client="ca-pub-2309922433896559" data-ad-slot="9960967624" data-ad-format="auto">

Ainda segundo Bruno, os aplicativos, de forma similar ao Uber, utilizam carros particulares para realizar as corridas. Além disso, ele explica, os descontos oferecidos aos clientes de 30% é arcado pelos taxistas: o valor não seria subsidiado por essas empresas. De acordo com o condutores, as corridas provenientes desses aplicativos não cobrariam a bandeira 2, quando é cabível.

— Esse desconto é arcado para o taxista. Ou seja, isso nos é imposto. No aplicativo, há botão para habilitar a função do desconto. Mas caso essa escolha não seja feita, o taxista não tem corridas. — acrescentou Bruno — Não reclamamos se o aplicativo trabalha ou não, queríamos que fosse uma relação mais justa.

Os taxistas dizem que, apesar de o ato ter a prefeitura como destino, eles não pretendem fechar o trânsito. Eles afirmaram ainda ser um protesto pacífico e sem violência:

— O taxista perdeu cerca de 50 por cento de sua renda. Um colega nosso chegou a ser preso porque não teve recurso para pagar a sua pensão. Nós arrecadamos dinheiro de colegas para ajudar com cesta básica os motoristas que precisam. A situação está complicada.

Em nota, a prefeitura informou que vai monitorar a movimentação e os impactos na cidade decorrentes da possibilidade da manifestação de taxistas.

 

Fonte: O GLOBO

="adsbygoogle" style="display:block" data-ad-client="ca-pub-2309922433896559" data-ad-slot="9960967624" data-ad-format="auto">

Sobre Carlos Laia

A Voz Do Taxista é um portal de notícias criado por Carlos Laia para levar informações a classe dos taxistas, acompanhando os acontecimentos, dando opinião e ouvindo os principais personagens do incrível mundo do táxi.

DEIXE SUA OPINIÃO!